Arara vermelha se reproduz pela primeira vez em 12 anos no Zoológico de Goiânia

Uma arara vermelha se reproduziu pela primeira vez em 12 anos no Parque Zoológico de Goiânia. De acordo com a veterinária Talita Silva, a espécie é monogâmica e só “se apaixona” uma vez na vida. O casal de araras teve dois filhotinhos, que já são atrações entre os visitantes do local.

“Estas araras elas têm esta característica, de serem monogâmicas. Então, assim, o parceiro é aquele amor para a vida toda. É um amor para se inspirar com certeza”, disse.

A relação do casal de araras vermelhas do Zoológico de Goiânia é cheia de afeito. Tem beijo, cafuné, e há quem diga que os bichos são cheios de trocas de olhares intensos. Os dois filhotes, frutos desta união duradoura, estão completando 66 dias de nascimento neste sábado (24).

A veterinária explica que eles custam sair do ninho, pois ainda estão explorando o espaço. “É a primeira vez que nascem araras vermelhas aqui. Então a gente está aprendendo com eles ainda. Com quatro meses eles já começam a voar”, afirmou.

A arara vermelha já esteve entre a lista de animais em extinção. No entanto, continua, segundo a veterinária, sendo alvo constante do tráfico de animais. As penas delas costumam ser retiradas por índios, e os animais da espécie têm sido estudados pelo Projeto Arara Azul.

No recinto onde as ararinhas moram no Zoológico de Goiânia ainda existe um tapume com um aviso comunicando que os bichos estão em reprodução, mas que deve ser retirado à medida que os filhotinhos forem crescendo

 

Fonte: G1 GO

Share
Total de acessos: 15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *