Justiça condena empresas por agrotóxicos jogados de avião em Rio Verde

A Justiça Federa condenou duas empresas a pagarem R$ 150 mil por damos morais devido à contaminação por agrotóxicos de cerca de 90 pessoas em Rio Verde, no sudoeste de Goiás. O produto agrícola foi pulverizado sobre a Escola Municipal Rural São José do Pontal, em maio de 2013.

A decisão é do juiz Paulo Augusto Moreira Lima e foi dada no última quarta-feira (14). No documento o magistrado afirma que “o fato de pulverizar agrotóxico nas proximidades de escola provoca em seus alunos – crianças e adolescente – e respetivos familiares uma série de sensações negativas como medo, desprezo, desrespeito, impotência e abalo à sua paz e tranquilidade”.

Conforme o juiz, o incidente afetou moralmente, principalmente, os estudantes da Escola Municipal Rural São José do Pontal, já que “reduzem a autoestima de crianças e adolescentes, que não têm a mesma estrutura emocional dos adultos”. No geral, o magistrado considerou que “o desenrolar dos fatos foi traumático à época do evento danoso”

 

 

Fonte: G1 GO

Share
Total de acessos: 40

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *