Frigorífico Premium Foods de Jataí e UFG firmam acordo para tratamento de efluentes

Foi assinado no último dia 19 de junho, em Goiânia, um acordo entre o Frigorífico Premium Foods, de Jataí, e a Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape) da Universidade Federal de Goiás (UFG), para assessoramento técnico sobre a implantação de atividades que levem à melhora do desempenho da estação de tratamento de efluentes da empresa. O odor exalado pela planta tem causado muitas reclamações por parte da população, principalmente do bairro Campo Neutro, onde está localizada a empresa, e de setores vizinhos.

O acordo foi anunciado durante reunião realizada no último dia 29, na sede do frigorífico, com a presença do gerente administrativo, Lázaro Roberto da Costa, da gerente de Controladoria, Adriany Picolo, e do diretor de Fiscalização e Relações Comunitárias da Câmara Municipal de Jataí, Willian Borges. Na mesma data, chegou a Jataí o professor Francisco Javier Cuba Teran, responsável pela coordenação técnica especializada da Escola de Engenharia Civil e Ambiental da UFG, um dos maiores especialistas em tratamento de efluentes em todo o país.

“Estamos realizando ações, acompanhadas pelo Ministério Público, para resolver o problema do mau cheiro”, informou Adriany Picolo. “Instalamos um biorremediador, que vem reduzindo o cheiro gradativamente, com isso estamos cumprindo compromisso assumido com a promotora Keila Martins Ferreira Garcia, que inclusive convocou um perito para analisar nossas instalações. Esse perito constatou que atendemos todos os pontos levantados. Fisicamente nosso projeto não está errado. O que foi constatado é o cheiro característico de uma lagoa ainda em processo de estabilização”.

De acordo com Willian Borges, que representou o presidente Adilson Carvalho, a intenção da Câmara Municipal é que os dois lados – empresa e comunidade – fiquem satisfeitas ao final do processo de tratamento. “São 350 empregos diretos e quase 2 mil indiretos que Jataí não pode perder”, disse ele. “Com uma folha de pagamento de mais de R$ 700 mil e mais as compras da empresa no município, são muitos recursos movimentando a economia local, gerando mais empregos no comércio e no setor de serviços. Estamos certo que esse acordo com a UFG vai sanar o problema e poderemos continuar com a empresa e os cidadãos poderão respirar um ar puro”.

O contrato entre o Premium Foods e a Funape será encerrado em setembro deste ano ou depois da entrega do relatório final, caso este ocorra primeiro. “Com esse acordo, a empresa demonstra que está aberta à universidade e a todos os órgãos governamentais, mesmo correndo riscos com o resultado da avaliação que será feita”, ressaltou Picolo. “O que for preciso fazer para que o problema seja resolvido, para que a comunidade não sofra quaisquer transtornos por nossa causa, nós vamos fazer, de acordo com o que estiver no relatório”.

No último dia 2 de junho, a prefeitura de Jataí interditou as operações do frigorífico, mas a medida foi derrubada dias depois por meio de liminar emitida pela justiça.

Texto: Francisco Cabral / Fotos: Hélio Domingos/CMJ

Total de acessos: 12

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *